[Review] Stories Untold

Boas histórias não são fáceis de achar nos games. Muitas vezes mesmo com ótimas opções de jogabilidade, conhecer personagens interessantes e experienciar reviravoltas bombásticas é algo mais raro do que parece. Precisamos pesquisar muito para encontrar algum título que satisfaça nossa sede por mistérios e momentos empolgantes.

Felizmente, a desenvolvedora No Code em conjunto com a publisher Devolver Digital nos trouxe um game que entrega exatamente isso: uma excelente história.

Se você é fã de The Twilight Zone ou o mais recente Stranger Things, Stories Untold vai te oferecer uma narrativa digna desses seriados. São quatro histórias (aqui tratadas como Episódios) que trazem um mistério atrás do outro. Cada uma segue uma linha temática que lembra filmes clássicos como O Enigma de Outro Mundo, Contatos Imediatos de Terceiro Grau e Halloween. Dá até para notar uma certa inspiração no diretor John Carpenter.

O primeiro episódio se chama “The House Abandon” onde o protagonista visita uma antiga casa e começa a jogar um velho game de texto como Zork. O segundo é intitulado “The Lab Conduct” onde o jogador realiza experimentos usando uma máquina de raio-X. O terceiro tem o nome de “The Station Process” que coloca o dono do controle em uma estação no ártico e ele precisa completar chamadas e mensagens enquanto algo aparentemente está invadindo as estações. O quarto e último episódio chama-se “The Last Session”, aqui jogamos como um paciente em um hospital que precisa usar de hipnose para lembrar-se de fatores importantes sobre seu passado.

A jogabilidade de Stories Untold mistura aventuras de texto onde escolhemos ações/verbos para definir nossos movimentos com direcionamento e interação de máquinas como computadores. O desafio aqui não é o de alcançar o final dos episódios, mas sim o de prever o decorrer da narrativa. Sendo assim, posso definir que o jogo é “fácil”, mas a surpresa em seu derradeiro final é empolgante.

É na história que este game se destaca. A melhor maneira de descrevê-lo é como se estivéssemos lendo um daqueles livros de “faça a sua história”. Mesmo sendo tudo bem linear, é impossível não se sentir preso à suas palavras, além de se sentir uma parte de tudo o que está rolando. Nos sentimos responsáveis pelo o que acontece em seguida com nosso personagem, nos trazendo o questionamento se poderíamos ter feito algo diferente para mudar o fatídico destino das pessoas envolvidas em cada um dos episódios.

Stories Untold não é um título que exige do seu sistema, seus gráficos são apenas funcionais (mesmo criativos), a trilha sonora alcança momentos espantosos de qualidade, e a dublagem faz jus aos filmes mais tenebrosos dos anos 70. Dá para notar que tudo foi feito pensando em criar uma imersão sensacional para o jogador, e isso é alcançado com enorme maestria. Por outro lado, após terminarmos as quatro narrativas, não há motivo para retornarmos. Acho que extras poderiam ter sido adicionados como bastidores e arte. O game da No Code merece sua atenção, mesmo que dure tão pouco.

Stories Untold está disponível para MAC, Windows e Nintendo Switch.

Nota final: 9/10

Análise feita com código cedido pela distribuidora.