[Review] Simulacra 2

Simulacra 2 é um simulador de investigação com elementos sobrenaturais da desenvolvedora Kaigan Games da Malásia. O título foi lançado em doze de dezembro do ano passado para sistemas mobile, iOS e Android, e mais recentemente, em trinta de janeiro deste ano, para Windows através do Steam.

No game, o jogador pode assumir o papel de um detetive ou de um repórter. Tanto um quanto outro não altera o andamento da história, apenas sutis diferenças quanto à profissão do seu personagem são citadas nos diálogos. Eestamos envolvidos em uma investigação sobre a misteriosa morte de uma influenciadora digital. Seu falecimento está envolto de mistério e a maior pista para sua solução se encontra no celular da vítima que está em nossas mãos.

De posse do aparelho, o jogador tem acesso aos últimos acontecimentos antes da morte da influenciadora para obter pistas, é preciso vasculhar muito os aplicativos do celular, em todas as redes sociais, correio eletrônico, ligar para contatos da agenda de telefones e usar muito a conversa online, além de ouvir conselhos da pessoa que lhe confiou o dispositivo móvel, o detetive Murilo. Uma dica aqui, quando alguma pista é encontrada, um sinal de alerta é emitido no canto inferior direito através de um símbolo azul do WARDEN, basta clicar em cima para coloca-la em seu acervo.

O WARDEN é um aplicativo em que você terá todas as provas do caso e irá descriptografar e recuperar dados perdidos através de pistas que são encontradas em diversas situações, entretanto algumas provas vão exigir uma investigação maior, inclusive com solução de quebra-cabeças.
O hud em Simulacra 2 é o display de um celular, a maneira de usá-lo é idêntico a de um aparelho real, os aplicativos são muito semelhantes aos conhecidos como Twitter e Instagram, no jogo são Jabbr e Kimera, respectivamente. Além dos diálogos em textos, há muitos FMV (Full Motion Video) que enriquecem a narrativa. Os vídeos podem ser assistidos em resolução 4K. A Kaigan Games fez uma boa localização do jogo para o idioma de nosso país, há alguns erros ortográficos, mas nada que comprometa a experiência do título.

Durante as conversas entre o jogador e os demais personagens do jogo, a grande maioria das escolhas é feita através de respostas pré-programadas que direcionam o andamento da história. Há momentos em que as respostas possuem contador (quick time event) e devem ser respondidas rapidamente, normalmente em momentos em que há discussão.

Com o progresso da investigação, mais perturbadora ela acaba se tornando e o jogo utiliza muito da técnica jump scare. Para ajudar ainda mais na imersão de Simulacra 2, um aviso logo no começo do game pede que seja utilizado fones de ouvido para ter uma experiência melhor. Porém o que nos deixou realmente perturbados foram os papéis de parede que mudam de vez em quando, a imagem horripilante se tornou inesquecível.

Todos os comandos no game são feitos através do mouse, que faz às vezes do dedo no touchscreen do aparelho móvel, a digitação de texto pode ser feita pelo teclado do celular fictício ou através do teclado físico. Como num celular, há o aplicativo de música e o jogador acaba desbloqueando algumas canções que podem ser escutadas durante o gameplay. Em relação aos efeitos sonoros, eles são bons, inclusive a captação de som dos vídeos dos atores em cena. Por falar em atuação, o nosso destaque vai para o detetive Murilo, Jay Sheldon, responsável por fazer alguns alívios cômicos. Uma curiosidade é que as moças do elenco principal: Sandra Woo, Maya Hanum e Chelsia Ng, são influenciadoras digitais no mundo real.

Para o jogador não se sentir perdido em relação a o que fazer, no menu que pode ser acessado a partir da tela principal de aplicativos, ao arrastar a tela para a direita, é possível ver o passo-a-passo do que o gamer deve executar, isso ajuda bastante, mas em um primeiro momento é divertido ficar fuçando o celular da vítima, inclusive fazendo comentários em suas redes sociais.

Na primeira partida de Simulacra 2, tentando obter o máximo de pistas e ao mesmo tempo entendendo a mecânica do jogo, levamos cerca de três horas e meia para o seu término, ao final é revelado quantas pistas encontramos para chegar naquele desfecho, descobrimos que há muitas coisas ainda a serem feitas, logo, apesar de ser um game relativamente curto, a vontade de descobrir mais elementos para levar a um desfecho diferente é enorme.

Para ter acesso a o que já foi desvendando na narrativa, no menu do game, no canto inferior esquerdo, há o organograma que mostra todas as informações descobertas. Além disso, ao terminar pela primeira vez, um modo para tornar a jogatina mais rápida é habilitado, podendo o jogador acionar o recurso nas opções do jogo.

Simulacra 2 é um game indicado para pessoas pacientes, pois há muito texto, para aqueles que curtem investigação com clima de terror. O título tem esse lado investigativo sombrio, mas não deixa de fazer uma crítica social velada, o crime e o lance sobrenatural não escondem aos olhos mais atentos a realidade em que vivemos, a metalinguagem torna o título ainda mais interessante por trazer elementos de reflexão durante a diversão.

Análise feita com código cedido pela distribuidora

Nota final: 9/10