[REVIEW] Graze Counter

Graze Counter é um jogo de nave que se passa no século 23 e a humanidade é muito dependente de uma rede virtual chamada EDEN. Certo dia, EDEN resolve se rebelar e tornar os seus 2,4 milhões de usuários reféns no ciberespaço. A rede, então, dá um ultimato à humanidade: para libertar todos os reféns, um humano deve lutar contra ele e derrotá-lo. Para o combate, são escolhidas duas pilotas.

O shoot ‘em up/shmup para um player foi desenvolvido para PC pela Bikkuri Software e distribuído pela Henteko Doujin através da Steam em 2017. Graze Counter é um jogo de nave no estilo bullet hell/danmaku, onde o jogador passa por cinco estágios, cada uma com um chefe de fase.

O bullet hell possui três níveis de dificuldade: novice, arcade e expert. Ao pressionar o direcional para cima em qualquer dificuldade, é habilitado o modo pacifista, onde sua nave não ataca com o tiro normal. Ao terminar a jogatina, o game libera outros modos de jogo e novas naves para o jogador escolher. Além do modo normal, há também o practice mode/modo de treino, onde é possível treinar as fases mais complicadas. No mission mode/modo missão, há várias pequenas missões, quando cumpridas, outras opções no jogo são liberadas. No omake menu há o boss rush mode, onde o jogador enfrenta todos os chefes do jogo e o extra stage, que é a terceira fase na dificuldade expert. Nisso, cada inimigo destruído deixa algumas suicide bullets/balas suicidas.

Cada nave em Graze Counter possui características próprias: attack/ataque, defense/defesa, speed/velocidade e difficult/dificuldade, eu gostei muito da Type 1 que é a G-01/R April Divider. Após a escolha da nave, é hora de optar pela skill/habilidade: – Extended guard: um escudo protetor temporário é acionado durante o counter attack, mais adiante explico do que se trata este ataque. – Over graze: alguns tiros inimigos são absorvidos pela parte frontal da nave e a break bar, barra a qual explicarei o que é mais para frente, é preenchida. – Auto shield: um escudo protetor é habilitado protegendo sua nave de um ataque inimigo, depois do dano, o escudo é acionado automaticamente após um período, cujo contador aparece em volta de sua nave.

Após a escolha da habilidade, há dois modos de jogo: include mode e split. A diferença entre os dois modos é que no include mode, um botão faz a função de shot/tiro rápido e slow move/movimentação lenta, enquanto que no split, há um botão para cada função. Eu preferi jogar no include mode. Além do botão de tiro/movimentação lenta, há também um botão para o counter attack e outro para o break.

Em Graze Counter, como o título do jogo sugere, é preciso fazer muito graze/arranhar nos tiros inimigos, ou seja, aproximar o hitbox de sua nave, o equivalente ao vidro do cockpit, dos ataques ou naves inimigas, mas não se chocar contra eles. Aprender a fazer o graze é fundamental para duas finalidades: é uma exigência do jogo e para pontuar. Ao fazer essa ação, duas barras no hud são acionadas: uma verde, posicionada próximo ao canto superior direito do hud, trata-se do multiplicador de pontos, quanto mais tempo for mantida, maior a pontuação por inimigo destruído é contabilizado no seu placar. Já a barra de graze counter, ela fica no canto inferior esquerdo do hud, quando fica em 100%, ao acionar o botão de counter attack, um raio laser concentrado é disparado de sua nave, todos os tiros e inimigos destruídos pelo counter attack se transformam em estrelas amarelas, quando elas são coletadas, além de serem contabilizadas como pontos ao final de cada estágio, elas preenchem a break bar, que é o medidor que fica no canto inferior direito.

Ao acionar o break mode quando a break bar está em 100%, um ataque poderoso é disparado de sua nave, tão poderoso quanto o counter attack, porém em diversas direções, cada tiro e inimigo acertado por ela se transforma em estrela vermelha. Essa estrela tem função de bonificação de pontos ao final de cada estágio. Para absorver rapidamente as estrelas na tela, tanto as amarelas quanto as vermelhas, basta parar de pressionar o botão de tiro.

Outros elementos que encontramos no hud: na parte superior esquerda têm o score/pontuação, logo abaixo temos o contador de vidas, o Rank Lv., que é o nível de dificuldade elástica do jogo, ou seja, quanto maior a habilidade do jogador, mais difícil o game vai ficando. Caso o jogador morra, o nível de dificuldade abaixa 10 níveis. Abaixo do Rank Lv. temos a skill e o modo de jogo (include mode ou split). No lado direito do hud, na parte superior há um contador de graze, logo abaixo há o multiplicador, cujo valor máximo é 1000, lembrando que para manter o multiplicador é preciso manter o graze, senão ele zera. Caso o jogador perca a vida, o contador é zerado também. Abaixo da barra verde temos o contador de estrelas amarelas e vermelhas.

Durante o jogo, alguns inimigos liberam itens, um deles é um conjunto de três esferas, podendo o jogador optar por apenas uma: – Boost: o multiplicador vai para 1000. – Shield: o escudo protetor é habilitado, se o jogador tiver o auto shield acionado, o efeito do item é nulo. – Gauge: a barra de Graze Counter é preenchida automaticamente, se ela já estiver cheia, o efeito do item é nulo.

A pontuação ao final de cada estágio é contabilizada da seguinte forma:

  • Cada graze vale 100 pontos. – Cada estrela amarela vale 250 pontos. – Cada estrela vermelha vale 500 pontos. – O tempo restante é o tempo que sobra quando você destrói o chefe de fase multiplicando-o por 60, vale 500 pontos cada. – Cada vida em estoque vale 1 milhão de pontos.

Graze Counter possui gráficos em arte pixelada que remetem aos jogos das eras 8 e 16-bit. Cada elemento possui uma identidade própria, há uma boa variedade de inimigos, os cenários são bem bonitos, por se tratar de um jogo de nave com rolamento na vertical, o level design é basicamente a forma como a horda de inimigos aparece na sua frente, não tendo qualquer elemento de interação com o cenário. Os padrões inimigos são bem construídos, pois é sempre possível não deixar o multiplicador zerar.

As músicas são bem legais, o título de cada uma delas aparece no início de cada estágio, não há uma que eu possa destacar, pois todas são igualmente boas. Tive problemas com os efeitos sonoros, que cumprem seu papel, mas não sei por qual motivo, havia momentos em que eles sumiam e depois apareciam, provavelmente algum conflito com meu computador.

Joguei Graze Counter na dificuldade arcade com a nave Type 1, auto shield e include mode, o desafio é muito bom, pois exige que o jogador entenda a mecânica de graze e a utilização nos tempos corretos do graze counter e do break, achei o último chefe muito desafiador, mesmo chegando com muitas vidas nele, precisei de algumas partidas para entender os seus padrões de ataque para conseguir terminar. Como o jogo não oferece sistema de conquistas, uma motivação para o jogador continuar a jogando o game é tentar desbloquear todos os modos e naves.

A quem estiver curioso, há uma demo de Graze Counter disponível no Steam para fazer aquele teste. O preço padrão do game é de R$ 19,99, entretanto já chegou a custar R$ 5,99 em promoções.

Veredito

Graze Counter é um shmup altamente indicado aos fãs de jogos de nave por ter um excelente sistema de pontuação, um bom desafio e acima de tudo é muito divertido. Aos já iniciados no subgênero bullet hell/danmaku, é um game de dificuldade fácil para média no arcade, pois depois de algumas partidas, é relativamente fácil terminar, inclusive sem dar continue, por conta do número de vidas extras e outras facilidades que o jogo fornece.