[REVIEW] DAYlife in Japan

Presente desde 2019 na Steam para os fãs de jogos clássicos de quebra-cabeça, “Daylife In Japan: Pixel Art Jigsaw Puzzle”, jogo desenvolvido pela Minimol Games, é agora publicado pela produtora brasileira QUByte Interactive para o Nintendo Switch, versão essa que analisamos aqui.

Daylife in Japan é basicamente, um jogo de quebra-cabeça com imagens em pixel art animado (ao invés de ser uma simples imagem estática). Isso dá um ótimo efeito ao vermos a imagem pronta, ou até mesmo conforme a construímos, visto que as próprias pecinhas do quebra-cabeça ilustram a animação em movimento. Numa delas existe a chuva presente na animação, por exemplo, e o seu efeito vai sendo ilustrado nas peças também.

O objetivo principal então é recriar nessa brincadeira, alguns momentos sobre a vida no Japão. São 5 imagens ao todo para serem montadas, cada uma com linda arte retratando a vida diurna nipônica.

Podemos enxergar até algumas referências, por exemplo em uma das imagens, nota-se um homem sentado num barzinho, de costas, com uma camisa da seleção brasileira, a 10 do Zico, referência clara ao ex-jogador que quando foi ao Japão ser treinador, reformulou o esporte no país, e fez renascer a paixão dos japoneses ao futebol, se tornando um ídolo deles.

Cada uma das 5 imagens a serem montadas são composta de 5 níveis de dificuldades, e elas se definem pelas quantidades de peças em que a imagem se dividirá.

Os níveis de dificuldades são:

Relaxante: 66 peças

Fácil: 144 peças

Divertido: 218 peças

Desafiador: 510 peças

PRO: 942 peças

Ao iniciar um quebra-cabeça contamos com algumas opções de ajuda e facilitações. Podemos destacar apenas as peças das “bordas” da imagem no bolo de peças a serem escolhidas, ajudando assim a montagem inicial do quadro.

Contamos com duas opções de ZOOM fixo, que auxilia bastante nas opções de montagem com muitas peças, já que essas ficam bem menores na tela. Existe também a opção de com um clique num botão, a imagem pronta aparecer ao fundo em que montamos, e assim a usarmos de guia para colocarmos as nossas peças.

O jogo traz uma única (e belíssima) trilha original que toca de forma prologanda por toda a jogatina, com fortes inspirações obviamente no Japão, a trilha é ótima e ajuda para nos entreter na montagem, evitando deixá-la cansativa, de qualquer forma, o volume da música pode ser regulado, caso te atrapalhe.

A jogabilidade é bem simples e direta, clicando numa peça você pode movê-la e dedicir aonde quer colocá-la no quadro da imagem, se ela estiver certa no lugar um barulho confirma, e a peça se fixa, caso contrário você pode reandar com ela e rever onde quer colocá-la.

Existe um botão que ativa o modo “precisão”, em que a peça anda bem lentamente, ajudando a você não se atrapalhar ao querer fixá-la nos pontos certos. Vale lembrar que você pode começar a montar uma imagem, fechar o jogo, e quando voltar, as peças que você já havia montado no quadro estarão já montadas, isso ajuda para ir nos desafios com maiores quantidades de peças e ir montando aos poucos.

A versão testada aqui, que foi a de Switch, ainda conta com a opção de touch em modo portátil. Trazendo uma opção mais direta (e até clássica), para a montagem de um quebra-cabeça.

VEREDITO

Daylife In Japan é um puzzle relaxante, que pode ser uma boa para te entreter em determinados horários, junto com alguém de sua família, ou até mesmo para você dar aquela pausa entre um jogo frenético a outro.

Recomendado para todos que querem relembrar como era bom poder sentar e montar um quebra-cabeça, porém agora com as possibilodades belíssimas de montar imagens em pixel em movimento.

*análise feita com código cedido pela distribuidora