Quer originalidade? Conheça 5 games indies fora da curva

É normal sentir que de vez em quando há muitos jogos parecidos chegando às lojas, dependendo do momento há sempre algo na “moda”, mas nunca custa dar aquela procurada, pois uma pérola escondida poderá ser encontrada. No universo de games indies é ainda mais fácil encontrar aquele título que nos mostra que ainda há originalidade na indústria de jogos eletrônicos. Vamos conhecer cinco belos exemplos.

  1. Narita Boy

Game recém lançado pelo espanhol Studio Koba para Nintendo Switch, Xbox One, PS4 e PCs. Uma pegada de ação e aventura com uma arte totalmente tirada de filmes de ficção científica dos anos 80, garantindo uma sensação de nostalgia para quem viveu a época ou de incrível descoberta para os mais novos. Sua jogabilidade traz elementos de plataforma e metroidvania (search-action game), com bastante backtracking e um sistema de batalha bem divertido.

2. Maquette

Publicado pela sempre simpática Annapurna, Maquette é um jogo de quebra-cabeça em primeira pessoa. Até aí nada muito inovador, mas é a sua mecânica onde cada ação em uma mesa é recriada em uma área maior do lado de fora do cenário do game. Essa ideia de mundo recursivo pode parecer difícil de se compreender inicialmente, mas não demora nada para se pegar o jeito, oferecendo a partir daí uma experiência única. Maquette foi desenvolvido pelo estúdio americano Graceful Decay e está disponível para PS5, PS4 e Windows.

3. Carrion

Chamado de um game de “terror reverso”, Carrion foi desenvolvido pelo Phobia Game Studio e publicado pela Devolver Digital em 2020. Jogar como um monstro cheio de tentáculos enquanto ataca e devora os humanos não é algo muito comum, mas que definitivamente consegue divertir e muito. Os elementos de metroidvania ajudam a esse game indie focar bastante na criatura e se manter original por toda a jogatina. Leia o nosso review.

4. Pixel Ripped 1989

Até mesmo quando o objetivo é a homenagem, a originalidade pode ser um fator extremamente importante. É o que vemos no game em VR chamado Pixel Ripped 1989. Totalmente desenvolvido pelo estúdio brasileiro ARVORE, a aventura é situada na era dos consoles 8 bit, onde uma garota se diverte com seu videogame portátil em várias fases diferentes que remetem a grandes títulos do passado. Nossos parceiros do VGDB soltaram um review bem completo. Confira:

5. Untitled Goose Game

Por fim, é impossível falar de games indies originais sem mencionar a insanidade divertida de Untitled Goose Game. O título foi desenvolvido pelos australianos do estúdio House House e lançado em 2019 para consoles e PC. Na jogatina, controlamos um ganso sapeca que curte causar por todo o local que passa. O jogador tem objetivos para cumprir, mas a liberdade de fazer o que quiser e como quiser é um dos pontos mais altos, sem dúvida. Este é um senhor exemplo para dar quando quiser definir originalidade e diversão nos games.

O que achou?

No fim do dia, é óbvio que incríveis nomes não foram mencionados nesta matéria, mas é por isso que queremos saber de você. Quais outros jogos independentes deveríamos ter colocado nessa lista? Deixe nos comentários a sua opinião.