5 jogos indies para aproveitar no Game Pass

Que o serviço de assinatura da Microsoft é uma ótima pedida para qualquer gamer, isso todo mundo sabe, mas em meio a tantos títulos fica difícil escolher o que jogar, por isso nós aqui do Indie ON resolvemos dar uma forcinha e recomendar 5 jogos indies no Game Pass para a sua jogatina.

Na lista tem de tudo um pouco, desde jogos de ação e aventura até thrillers psicológicos e um simulador de peixe em aquários (!), o mais legal é que você pode baixar e testar qualquer game da lista sem pagar um centavo a mais caso seja assinante do Game Pass.

1. Twelve Minutes (Xbox e PC)

Twelve Minutes
Twelve Minutes (Imagem: Divulgação)

Nesse thriller psicológico que envolve mistérios e loops temporais, tudo o que o jogador possui são 12 minutos para conseguir descobrir a verdade. Mas calma! Isso não significa que o game tem a duração de apenas uma dúzia de minutos.

A aventura de Twelve Minutes pode se estender por horas e eu te explico: o jogo todo se passa dentro de um pequeno apartamento, onde controlamos o marido que ao chegar em casa é recebido por sua esposa que prepara uma deliciosa sobremesa, tudo parece bem até que um suposto policial invade sua residência e assassina o casal, exatamente 12 minutos após você entrar no apartamento. Mas o que parecia ser o fim na verdade mostra-se o começo, pois toda vez que você “morre” ou deixa o local, o jogo recomeça no primeiro dos 12 minutos.

Com exceção do marido, ninguém mais se lembra do que ocorreu, então é preciso descobrir o que está acontecendo para escapar desse loop temporal infinito. A jogabilidade é no estilo apontar e clicar, e os quebra-cabeças são bastante intuitivos.

O ponto forte, sem dúvida alguma, é a trama, que ganha um peso extra com as atuações de Willen Dafoe (o Duende-Verde em Spider-Man) como o policial, James McAvoy (X-Men/Fragmentado) como o marido e Daisy Ridley (Star Wars) como a esposa. Uma ótima opção entre os jogos indies do Game Pass.

2. Flynn: Son of Crimson (Xbox e PC)

Jogo indie Game Pass
Flynn: Son of Crimson (Imagem: Divulgação)

Para os saudosistas que adoram reviver os bons tempos dos jogos de plataforma dos anos 90, Flynn: Son of Crimson é um prato cheio! Com gráficos em pixel art belíssimos e uma trilha sonora que gruda feito chiclete, a jornada de Flynn pelo colorido mundo de Rosantica é repleta de exploração, com alguns puzzles aqui e ali pelo caminho, mas com um nível de dificuldade bem tranquilo, proporcionando uma experiência de jogo prazerosa.

É possível adquirir melhorias e novos poderes para que Flyn consiga derrotar os Scourge, os malvadões do game, e assim conseguir recuperar os poderes espirituais de sua companheira Dex, uma criatura mítica que serve como o fio condutor dessa breve, mas divertida aventura entre os jogos indies do Game Pass.

3. Superliminal (Xbox e PC)

Superliminal
Superliminal (Imagem: Divulgação)

Se você, assim como eu, sentiu um enorme vazio após terminar Portal 1 e 2, talvez Superliminal consiga suprir um pouco dessa ausência de uma boa aventura em primeira pessoa com uma boa dose de humor e maluquice, e é claro, ótimos puzzles! Entretanto, não temos aqui um simples clone dos jogos da Valve e sim uma experiência tão única quanto dentre os jogos indies do Game Pass.

Em vez de lidarmos com portais para superar obstáculos, aqui tudo é uma questão de perspectiva, literalmente! Interagimos com objetos como cubos e latas de refrigerante e os posicionamos no cenário de modo que alteramos seu tamanho de acordo com a percepção da perspectiva em relação ao nosso ponto de vista. Parece complicado, mas não é. Superliminal é daqueles tipos de jogos onde é mais fácil entender como jogar jogando, e uma vez que você entra nesse mundo fascinante, não consegue parar até superar cada desafio. Jogue agora e me agradeça depois.

4. Backbone (PC)

Jogos indies Game Pass
Backbone (Imagem: Divulgação)

Para quem curte uma boa história no melhor estilo noir, Backbone é uma das melhores experiências que o gênero adventure recebeu na atualidade. A aventura do detetive guaxinim Howard Lotor é repleta de mistérios e investigações. Além disso serve como uma jornada profunda nas mais diversas e, às vezes, estranhas discussões filosóficas sobre a sociedade e seus valores.

Portanto não espere uma aventura cômica como Monkey Island aqui. Isso não significa que o mundo de Backbone seja uma tristeza melancólica sem fim, muito pelo contrário! Além dos ótimos textos, a direção de arte é simplesmente espetacular! Combinando pixel art com efeitos 3D que criam uma atmosfera única, que deixa o jogador imerso logo nos primeiros minutos de jogo.

Bem distante de ser uma viagem casual, Backbone é daquelas obras que deixam uma marca nas mentes dos que ousarem se aventurar. Ainda mais na lista de jogos indies do Game Pass.

5. I Am Fish (Xbox e PC)

I am Fish
I am Fish (Imagem: Divulgação)

Dos mesmos malucos por trás do bizarro I Am Bread, temos agora o igualmente bizarro, mas muito divertido, I Am Fish, em tradução livre: Eu Sou um Peixe. E é exatamente sobre o que o jogo se trata, mas para quem assistiu Procurando Nemo, sabemos que os peixes podem ser bastante interessantes.

A premissa do game é bastante simples: somos um peixinho de aquário e queremos nadar para a liberdade! O problema é: somos um peixinho de aquário. Para sobreviver é necessário permanecer debaixo d’água, portanto é preciso conduzir o aquário do nosso peixinho até o oceano, no melhor estilo Super Monkey Ball.

Mas nem sempre estaremos em um aquário (convenientemente esférico) ao longo da aventura, e aí a criatividade e reflexos rápidos serão imprescindíveis para sobreviver nesse mundo pacífico para humanos, mas extremamente mortal para os peixes.

Situações hilárias e algumas de deixar o jogador na ponta do sofá aguardam quem se arriscar no maluco I Am Fish! Um dos jogos indies mais fora da curva no Game Pass.

Essas são as sugestões da vez para aproveitar o excelente catálogo de jogos indies no Game Pass, mas com uma lista tão imensa de bons títulos o que vale a pena mesmo é se aventurar e testar tudo o que a assinatura tem a oferecer. Se você encontrar alguma pérola escondida, não deixe de compartilhar conosco aqui na seção de comentários!

*Catálogo conferido no dia 30/09/2021