Killer Queen Black traz disputas intensas em multiplayer

Killer Queen Black logo

Há muitos jogos de multiplayer competitivos por aí, mas nem sempre eles trazem o carisma e a diversão que muitos de nós curtimos nos arcades por tanto tempo. É aí que entra a obra desenvolvida pelos estúdios BumbleBear Games e Liquid Bit. Killer Queen Black é pura diversão fácil de aprender, mas com muitas camadas de estratégia envolvidas.

Primeiramente produzido como um jogo de arcade multiplayer para até 10 jogadores chamado Killer Queen, o título recebeu uma reimaginação tempos depois para Microsoft Windows e Nintendo Switch, chegando em 2021 para o Xbox e Google Stadia.

Ao se deparar com a apresentação de Killer Queen Black, é fácil notar a arte em pixels cheia de estilo e cores. Toda a jogatina se passa dentro de uma grande colmeia na qual os jogadores se enfrentam para ver qual equipe se consagra a vitoriosa. Há diferentes armas com suas vantagens e desvantagens, além de três tipos diferentes de personagens com suas próprias estratégias.

Killer Queen Black
O campo de batalha de Killer Queen Black (Imagem: Divulgação)

E estratégia é algo que não falta nesse game. Inicialmente, é fácil achar que a jogatina é simples e sem profundidade. Porém, após passar pelo competente tutorial, dá para notar que há uma grande necessidade de planejamento se pretende garantir a vitória. Há três maneiras de vencer: saltando sobre o caracol, juntando os pequenos frutos para garantir pontos ou simplesmente derrotar a rainha adversária. Com isso surge uma enorme importância de se comunicar com os membros do seu time durante as partidas.

É claro que dá para curtir Killer Queen Black de forma casual. Suas regras e controles são fáceis de entender, exigindo apenas um botão de pulo e um de ataque. Se o objetivo da jogatina for o da rápida e simples diversão, então explicar as regras nunca é um empecilho. Quem assume o papel da rainha deve proteger a colmeia das investidas adversárias. Quem joga com as operárias precisa coletar os frutos e se manter longe do perigo, já que são indefesas. Por fim, quem curte entrar na peleja, jogar com os soldados é uma opção interessante.

Para aquele jogador que não consegue juntar muitas pessoas para a jogatina, há a opção de usar a inteligência artificial do game para as partidas. Por incrível que pareça, o chamado “computador” é competente e consegue ajudar a criar estratégias e ainda se divertir. Dessa forma, o título garante que ninguém fique de fora das disputas.

Killer Queen Black é um jogo para festas e disputas que traz elementos diferentes dependendo do objetivo de quem vai jogar. Pode ser tanto uma diversão descompromissada quanto uma disputa ferrenha para ver quem é o melhor. Ao lado de sua trilha sonora empolgante e jogabilidade simples, a obra do estúdio BumbleBear Games agrada bastante em tudo o que se propõem.

Fica aqui a sugestão do Indie ON, VGDB e Player Dois!